Apontamentos L. P.

Aqui encontrarás material educativo que te irá ajudar na disciplina de Língua Portuguesa…

Testes interactivos Dezembro 14, 2007

Filed under: Auto da Barca do Inferno — Vera Lourenço @ 9:53 pm

http://www.prof2000.pt/users/eddy/lixo/gvicente.htm

http://stortomas.no.sapo.pt/GILVICENTE.htm

http://www.prof2000.pt/users/berdajodi/abi.htm

http://www.prof2000.pt/users/berdajodi/ex1.htm

http://srec.azores.gov.pt/dre/sd/115152010600/biblio/Gil%20Vicente%20-%20consolidacao.htm

http://www.prof2000.pt/users/tictac/jaimelima/portugues9/instrumentos%20de%20trabalho.htm#Ficha2

http://srec.azores.gov.pt/dre/sd/115152010600/biblio/Gil%20Vicente.htm

http://www.prof2000.pt/users/mfvieira/quiz/o_onzeneiro.htm

http://www.prof2000.pt/users/berdajodi/moodle/fidalgo.htm

 

Análise sintáctica

Filed under: Funcionamento da Língua — Vera Lourenço @ 9:45 pm

http://stortomas.no.sapo.pt/funsintacticas.htm

 

Morfologia

Filed under: Funcionamento da Língua — Vera Lourenço @ 9:43 pm

http://stortomas.no.sapo.pt/identificamorfologica1.htm

http://stortomas.no.sapo.pt/identificamorfologica2.htm

 

Categorias da narrativa

Filed under: Categorias da narrativa — Vera Lourenço @ 9:42 pm

Aqui encontras alguns testes para fazeres sobre as categorias da narrativa!! 🙂

http://stortomas.no.sapo.pt/narratario.htm

http://stortomas.no.sapo.pt/narrador.htm

http://stortomas.no.sapo.pt/tempo.htm

http://stortomas.no.sapo.pt/accao.htm

http://stortomas.no.sapo.pt/espaco.htm

http://stortomas.no.sapo.pt/personagens.htm

http://stortomas.no.sapo.pt/categoriasnarrativa.htm

 

Peças de Gil Vicente

Filed under: Auto da Barca do Inferno — Vera Lourenço @ 9:36 pm

Clica neste site para visualizares algumas das peças mais conhecidas de Gil Vicente. 

http://www.citi.pt/gilvicenteonline/index.html

 

Tempo Outubro 8, 2007

Filed under: O Tesouro — Vera Lourenço @ 10:49 pm

 Tempo histórico – A referência ao “Reino das Astúrias” permite localizar a acção por volta do século IX ou IX já que os árabes invadiram a península ibérica no século VIII; por outro lado, no século X encontramos já constituído o Reino de Leão, que sucedeu ao das Astúrias.

Tempo cronológico– A acção decorre entre o Inverno e a Primavera, mas concentra-se num domingo de Primavera, estendendo-se de manhã até à noite. O Inverno está conotado com a escuridão, a noite, a morte. E é no Inverno que nos são apresentadas as personagens, envoltas na decadência económica, no isolamento social e na degradação moral (“E a miséria tornara estes senhores mais bravios que lobos.”). Por sua vez, a Primavera tem uma conotação positiva, associa-se à luz, à cor, ao renascimento da natureza, sugere uma vida nova, enquanto o domingo é um dia santo, favorável ao renascimento espiritual.

A acção central inicia-se na manhã de domingo e progride durante o dia. À medida que a noite se aproxima a tragédia vai-se preparando.

Tempo do discurso – A acção estende-se do Inverno à Primavera e o seu núcleo central concentra-se num dia, desde a manhã até à noite. A condensação de um tempo da história tão longo (presumivelmente três ou quatro meses) numa narrativa curta (conto) implica a utilização sistemática de sumários ou resumos (processo pelo qual o tempo do discurso é menor do que o tempo da história). Nos momentos mais significativos da acção (decisão de repartir o tesouro e partilha das chaves, bem como a argumentação de Rui para excluir Guanes da partilha) o tempo do discurso tende para a isocronia (igual duração do tempo da história e do tempo do discurso), sem no entanto a atingir.

Quanta à ordenação dos acontecimentos, predomina o respeito pela sequência cronológica. Só na parte final nos surge uma analepse (recuo no tempo), quando o narrador abandona a postura de observador e adopta uma focalização omnisciente, para revelar o modo como Guanes tinha planeado o envenenamento dos irmãos, manifestando dessa forma a natureza traiçoeira do seu carácter.

 

Texto argumentativo Outubro 2, 2007

Filed under: Texto argumentativo — Vera Lourenço @ 8:03 pm


texto argumentativo tem como objectivo persuadir alguém das nossas ideias. Deve ser claro e ter riqueza lexical, podendo tratar qualquer tema ou assunto. Deixo-te aqui material de leitura!!! 🙂 😉

argumentacao.pdf

ficha-informativa_argumentativo.pdf

ficha_verificacao.pdf

http://stortomas.no.sapo.pt/argumentacao.htm